terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Retrospectíva Literária 2012

Oi gente! Hoje é o primeiro dia de 2013 e vou começar a todo vapor! Ouvindo David Bowie e postando um top 10 com os melhores livros de 2012, vai ser complicado hein?
Este ano li 39 livros, faltando apenas 8 para chegar ao meu objetivo de 47, mas estou satisfeita. Abandonei livros pela primeira vez este ano, 2. Mesmo não tendo superado minha marca de 2010, de 44 livros, foi muito melhor que 2011, em que só li 19 livros!
2012, particularmente, foi o ano em que li os melhores livros. Tanto novos quanto antigos, e mesmo nessa disputa bem complicada eu consegui reunir apenas 5, mas eles não estão listados por preferência, vamos?


   Divergente - Verônica Roth
Esse livro foi um dos mais surpreendestes, me pegou super desprevenida! A primeira vez que ouvi falar dele foi na Bienal, quando nem tinha lançado. Mas muita gente já falava desse livro(acabei descobrindo depois) e ele fazia muito sucesso fora do Brasil.
Lembro que foi a primeira resenha em que não achei nenhum defeito na obra, achei um livro perfeito em todos os aspectos. O assunto distópico completamente diferente e com um romance de tirar o fôlego, todos os leitores vão se apaixonar por esse livro, melhor de 2012!

 
Jogos Vorazes - Suzanne Collins    
 Não apenas o primeiro, a saga em si também, mas esse foi meu predileto. Eu li esse livro por polêmica, e me apaixonei instantâneamente.
Uma obra lendária que vai ficar marcado nessa geração e nas futuras, violenta, distópica, forte e corajosa. Um livro que não se destaca pelo romance.
Terminei ele em 3 dias e fiz a resenha na mesma hora, meu sangue estava fervendo quando terminei, tentando imaginar aquele futuro.
Quem não leu ainda, está perdendo um dos melhores livros desta geração.


 
  A Culpa é das Estrelas - John Green
Outro livro magnífico que me apresentou um dos meus escritores favoritos: John Green. Um obra tão delicada e perfeita que muda sua perspetiva da vida.
Toda vez que me perguntavam do que o livro se tratava e eu falava que era sobre um casal que tinha câncer, pensavam que era algo pesado e triste, mas eu sempre me esforçava para mostrar o quão lindo ele é.
Apenas John Green poderia escrever esse livro tão lindo, com personagens tão bem articulados e um história perfeita, confira a resenha.
Todos deveriam ler esse livro, sem mais.


Cidade de Vidro - Cassandra Clare  
A minha saga favorita. Cidade de Vidro é o terceiro volume da série, mas conseguiu superar o primeiro, que era meu favorito.
Conheci esses livros pelo meu melhor-amigo, que ama a saga, e ele despertou o meu interesse quando disse que sempre que lia o livro, se lembrava de mim por conta da personagem principal Clary e eu sermos parecidas, e ele estava certo.
Escolhi o terceiro livro porque as batalhas, a história tão cheia de mistério que me fez varar a noite lendo e o desenrolamento do romance fez dele uma obra perfeita.
Qualquer adorador de fantasia como HP e PJ vai amar o livro, confiras as resenhas aqui, aqui e aqui.


   Memórias de uma Gueixa - Arthur Goldman
A minha primeira leitura de 2012. Uma obra magnífica, um romance lindo e perfeito, conflitos e guerra, histórico.
É um livro forte, mas que prendeu minha total atenção, li as 200 finais em um noite.
Fiquei curiosa para ler o livro depois de me apaixonar pelo filme, e não me decepciono. Mas ao mesmo tempo não dá pra dizer qual é melhor, os dois ficaram magníficos. Indico para todos, esse livro é perfeito.
Pra quem gosta da cultura japonesa, vai poder aprender muito sobre o Japão, e admito que muitas vezes pego ele na estante e leio por um tempão. Resenha.

4 comentários:

Wanessa Guimarães disse...

Sou louca pelos três primeiros! Haha

Beijo,
www.estanteseletiva.com

Giovanna disse...

Sério??
Legal! *w* São realmente livros incríveis!

Abraços, Gih

capuccino na caneca disse...

Meeeeeeeeeeeu não creio que você tbm curte a saga Cidade dos ossos, cinzas e vidro. Amoooooooooo
capuccinonacaneca.blogspot.com.br

Giovanna disse...

Ta brincando?! É minha série favorita!!
AMO também, e fico feliz que vc tbm ame!

Beijos, Gih